Encerramento do ciclo de palestras sobre compliance ambiental, do mês de abril, teve lugar na cidade de Foz Iguaçu: considerações da responsável de área Ingrid Althaus Milano.

Na cidade de Foz Iguaçu, no auditório do Hospital Ministro Costa Cavalcanti teve lugar, na data de ontem (26/04), o encerramento do ciclo de palestras sobre compliance ambiental e processos fiscalizatórios, promovido pelo Sistema FEHOSPAR e o Núcleo Científico do FM&M, pelo mês de abril.

 

O Núcleo de Direito Ambiental-Urbanístico do FM&M, sob a responsabilidade da advogada Ingrid Althaus Milano, avaliou positivamente os resultados alcançados nos eventos, especialmente no sentido de conscientizar os estabelecimentos de saúde sobre a necessidade de um sério programa de conformidade com as normas ambientais e urbanísticas nas atividades empresariais, para maior competividade e credibilidade da marca no segmento – quando, inclusive, de processos fiscalizatórios.

 

Apesar do empresariado ostentar projetos aprovados, laudos, licenças ambientais e demais autorizações que indiquem o cumprimento de obrigações legais ambientais e urbanísticas, reformas, ampliações e demais vistorias podem mostrar o contrário e virem custos altos para se resolver o problema – senão for o caso da inviabilidade técnica e econômica.

 

Além da dúvida no mercado sobre a capacidade da empresa e das instituições públicas de solucionarem passivos, afastarem novos riscos e reparar os danos já ocorridos, situação em  que o prejuízo a continuidade  do negócio é tão significativo ou mais que as próprias penalidades impostas diretamente ao empresário.

 

Não é incomum a ideia que é mais barato pagar uma multa ou assumir um risco qualquer do que se investir em segurança e sustentabilidade na empresa.

 

No entanto, não se admite mais essa visão arcaica e em que se entende que uma gestão de riscos é proibitiva ao faturamento, quando acontece o contrário na prática; uma gestão adequada, ambiental e regulatória, afastam muitos dos riscos de um negócio, minimiza os custos em eventuais intercorrências e recupera mais rápido a credibilidade da empresa.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Please reload

Featured Posts

Mudança de entendimento da Quarta Turma do STJ: Rol de Procedimentos da ANS é julgado como taxativo.

August 28, 2020

1/10
Please reload

Recent Posts
Please reload

Archive
Please reload

Search By Tags